Curtir no Facebook

INSCRIÇÕES CDHU 2012 CASA PRÓPRIA




Realizar o sonho da casa própria está ainda mais próximo. Com o projeto de habitação CDHU famílias de baixa renda, moradoras do Estado de São Paulo, têm a chance de deixar o aluguel.


O CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Governo do Estado de São Paulo)é o maior agente promotor de moradia popular no Brasil. Tem por finalidade executar programas habitacionais em todo o território do Estado, voltados para o atendimento exclusivo da população de baixa renda - atende famílias com renda na faixa de 1 a 10 salários mínimos.

Além de produzir moradias, a CDHU também intervém no desenvolvimento urbano das cidades, de acordo com as diretrizes da Secretaria da Habitação. Conheça melhor a Companhia, navegando por esta página.

A Empresa hoje conhecida como CDHU - Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo - foi fundada em 1949 e já teve vários nomes: CECAP , CODESPAULO e CDH . Recebeu sua atual denominação em 1989.

A história da intervenção do Governo do Estado na habitação popular começou efetivamente em 1967, quando a CECAP - Companhia Estadual de Casas Populares - inicia a produção de habitações para a população de baixa renda. De lá para cá, foram comercializadas milhares de unidades habitacionais em quase todas cidades do Estado de São Paulo. Esse número cresce a cada mês.

Habitação e Desenvolvimento Popular



Com o pioneirismo do governo do Estado de São Paulo em trazer programas relacionados a habitação popular. O programa CDHU trás, juntamente com o programa Minha Casa Minha vida o mais novo projeto do governo Estadual “Casa Paulista”, uma opção para cidadãos de baixa renda saírem do aluguel, alcançando o sonho da casa própria.


Os pré-requisitos para se inscrever no programa de habitação da CDHU  é possuir renda familiar de um a dez salários mínimos, não ter feito nenhum tipo de financiamento de imóvel independente da região ou estado brasileiro e não ter sido beneficiado por nenhum outro programa habitacional do governo, como os programas citados acima. É necessário comprovar a residência na cidade por pelo menos três anos.


O governo busca, com seus projetos de desenvolvimento habitacional, amparar famílias formadas nos moldes do casamento civil ou religioso, união estável, união homoafetiva, famílias monoparentais (no caso de mães ou pais solteiros ou viúvos), famílias anaparentais que são aquelas onde não há pais e famílias afetivas (onde os indivíduos se consideram como uma família, mesmo que não haja laços sanguíneos).


A Secretaria da habitação também prevê o direito a inscrição em programas habitacionais do estado a solteiros, desde que possuam 25 anos ou mais. Porém, para o caso de indivíduos solteiros que desejam uma casa pela CDHU, as moradias disponibilizadas possuem apenas um ou dois dormitórios, sendo que apenas 5% das moradias são destinadas ao atendimento individual e não familiar.

Atendimento e reserva de vagas especiais



Um excelente ponto a ser observado é que cada vez mais o governo se adequa as novas tecnologias de construção civil, um bom exemplo será o aquecimento solar e o desenho universal, que responde às necessidades de acessibilidade de idosos e pessoas portadoras de deficiências, uma vez que, 7% das moradias são reservadas a famílias com membros portadores de deficiências graves e/ou irreversíveis e  5% reservadas a famílias compostas por indivíduos idosos (maiores de 60 anos).


4% das moradias criadas pelo programa serão reservadas as famílias de policiais militares e civis, com reservas também agentes de escolta e vigilância penitenciária.

Como fazer a inscrição no CDHU 2012?





Para inscrição aberta à população em geral, o sorteado deve atender aos seguintes critérios da CDHU para obter o financiamento:
a família deverá ter renda entre 01 e 10 salários mínimos, dependendo do tipo de empreendimento;
não ser proprietária e não possuir financiamento de imóvel residencial em qualquer parte do território nacional;
não ter sido atendida anteriormente por programas habitacionais da Secretaria da Habitação/CDHU ou outros agentes promotores de atendimento habitacional de moradias populares;
a família dever morar há, pelo menos, 3 anos no município, ou o chefe da família deve trabalhar no município há 3 anos, no mínimo;
se for família de um indivíduo só, a CDHU atende somente a partir de 25 anos de idade e exclusivamente em unidades de 1 ou 2 dormitórios (atendimento limitado a 5% das unidades habitacionais de cada empreendimento).

No momento ainda não há inscrições abertas e nem mesmo previsão para abertura em nenhum dos municípios do Estado de São Paulo, mas caso haja interesse em fazer sua inscrição, basta acompanhar a lista de municípios com inscrições abertas no site da secretaria da habitação www.habitacao.sp.gov.br/a-casa-e-sua/municipios-com-inscricoes-abertas.asp.


Os interessados na inscrição cdhu 2012 também podem obter maiores informações pelo Disque Poupatempo 0800-7723633 ou nos postos de atendimento, listados no site da secretaria da habitação.


O que resta a fazer agora é acompanhar a abertura das inscrições, e assim quem sabe no ano de 2012 poder realizar seu sonho da casa própria. 

Postar um comentário

0 Comentários