Curtir no Facebook

NOVAS REGRAS DO PIS 2019/2020 QUEM TEM DIREITO

Você conhece as novas regras do pis 2019/2020? No atual governo de Jair Bolsonaro estas regras não foram alteradas e continuam valendo desde a edição do MP que foi feita pela ex presidente Dilma Rousseff em 2015. 

Por tanto pra você que pesquisou no Google sobre como receber o PIS 2019/2020 é preciso ficar atento as novas regras do pis 2019/2020 que estão em rigor desde julho de 2015 para todos os trabalhadores sejam eles da rede privada ou da rede pública. 


NOVAS REGRAS PIS 2019/2020



O PIS - Programa de Integração Social, hoje é conhecido como Abono salarial. Se você tem registro em carteira há mais e 5 anos pode ter direito. #PIS #CaixaPIS #BolsonaroPIS



Quais foram as principais mudanças em 2020?

Anteriormente o trabalhador recebia sempre um salário-mínimo vigente na época do saque, valor que não dependia da quantidade de meses trabalhados no ano considerado como base. No ano de 2015, o governo Dilma alterou o pagamento e também a tabela PIS, mudando completamente o calendário do abono salarial do ano. No caso, o abono salarial será pago proporcionalmente a 1/12 do salário-mínimo vigente para cada mês trabalhado no ano tido como referência, não mais o valor integral para todos. Essa medida pode prejudicar os trabalhadores, que passarão a receber menos, mas traz o benefício da economia aos cofres públicos nesse momento de crise financeira.

Quem exatamente pode receber o PIS 2020?


Os trabalhadores que estão inscritos no PIS por mais de 5 anos têm direito ao abono, desde que durante o ano de 2019 tenham trabalhado no mínimo 30 dias, tendo recebido em média até 2 salários-mínimos. Esses dados precisam ser devidamente comprovados pelo Ministério do Trabalho pela RAIS do ano. Frações iguais ou superiores a 15 dias trabalhados serão consideradas como um mês completo para efeitos de cálculo da proporcionalidade do PIS 2020.
Assim, se um trabalhador tiver trabalhado 100 dias durante 2019, receberá somente 3/12, pois serão computados três meses completos, equivalentes a 90 dias, sobrando dez dias. Se esse mesmo trabalhador tivesse trabalhado durante 105 dias durante 2019, teria direito a 4/12 do salário-mínimo, pois seriam contados 3 meses inteiros (90 dias), mais outros 15 dias, podendo receber o equivalente a mais 1/12. Fora isso, o trabalhador que tiver trabalhado no mínimo 345 dias durante 2019 receberá um salário-mínimo integral, não tendo havido nenhuma mudança em relação aos anos anteriores. Clique aqui e faça uma consulta para saber se tem direito a receber o abono!

Quando e como o pagamento é feito?

O pagamento do abono salarial do PIS é realizado com base na data de nascimento do trabalhador. Dessa forma, para aqueles que nasceram entre julho e dezembro, o saque será realizado ainda no ano de 2020. Já os trabalhadores nascidos entre janeiro e junho receberão o abono salarial apenas durante o primeiro semestre de 2021. Vale ressaltar que os valores ficarão disponíveis para saque até o dia 30 de junho de 2021. A partir de julho, os valores não sacados retornam ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
O saque pode ser realizado nas agências da Caixa Econômica Federal ou com o uso do Cartão Cidadão em casas lotéricas ou estabelecimentos correspondentes do Caixa Aqui. Para saber se tem mesmo direito a esse benefício, que tal consultar um contador de sua confiança? Esse profissional pode tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto e orientá-lo adequadamente sobre o cálculo e a retirada do montante.

Postar um comentário

0 Comentários